Ano Letivo

2006

Unidade Curricular

Projecto V APE

Ano Curricular


Docência

Cidália Ferreira da Silva, Marta Labastida

Título do Exercício

“Lugares em Espera” — Lisboa: Trienal de Arquitectura 2007 (1.ª edição) Núcleo Universidades. Comissariado por José Adrião e Ricardo Carvalho

Lugar de Intervenção

Estuário do Tejo, Lisboa

Enunciado do Exercício

Participação no Núcleo Universidades: “Lugares em Espera”, da I Trienal Internacional de Arquitectura de Lisboa, tendo “como objecto de reflexão a área metropolitana da Grande Lisboa – com dois milhões e quinhentos mil habitantes – e o seu núcleo central constituído pelo estuário do Tejo e pela ocupação milenar das suas margens.” É proposto aos alunos, organizados em grupos de 4 elementos, terem como mote-chave de investigação precisamente o estuário do Tejo, de forma a desenvolverem uma reflexão que visa a criação de uma estratégia específica. É no interior da própria estratégia que se descobrem as distintas escalas, assim como os possíveis locais de intervenção. A estratégia definida por cada grupo funda-se no olhar específico sobre a área indicada, na sua interpretação e na construção de uma ideia de intervenção.

Texto da exposição dos trabalhos finais
O olhar observa o real
O ver é o resultado da observação
O ver revela uma inquietação
A inquietação perante o real torna-se a sementeA semente da ideia
A ideia alimenta o projecto
O projecto estabelece uma aproximação ao real
Uma aproximação que atravessa escalas diversas
Aproximação que revela uma interpretação
A ideia provoca a escolha
A escolha dos lugares de intervenção
A intervenção é feita a várias escalas
O projecto funda-se na ideia
A ideia define o caminho de reflexão
O projecto é o produto de uma investigação específica
Investigação que descobre as ferramentas do projecto
Ferramentas que permitem o aprofundamento da ideia
Oferecem-se Ideias específicas para um território específico,
O Estuário do Tejo:
Permeabilidade, Complementaridade, Sementes, Praça Atlântica, Encaixes, Transversalidades, Híbrido, Formas de Produção, Upgrade,
Mutação, Agrafo, Entrelinhas.
Cada um pode escolher a sua e levá-la consigo,
Pode atravessar o Tejo e continuar esta reflexão.

Lugares em Espera

Lisboa: Trienal de Arquitectura 2007, Núcleo Universidades.

Vários Alunos

Encaixes
Ana Carvalho, André Machado, Bruno Salles e Teresa Martins

a1

a2

 

Agrafo
Andreia Rocha, Márcia Pereira, Nuno Costa, Ozge Ozden

b1 b2

 

Híbrido – Relação do estuário com o tecido urbano.
Davide Ribeiro, Filipa Anjos, Nelson Giesteira, Simão Carvalho

c1 c2

 

3ª Realidade: Complementaridade
Joana Rito Faria, João Marques, Pedro Gil Almeida, Tiago Costa

d1 d2

 

Entre linhas

e1e2

 

Formas de Produção
António Magalhães, Joana Bogas, Joana de Oliveira, Ricardo Cortez

f1 f2

 

Praça Atlântica
Ana Gomes, Cristiano Leite, David Cancela, Diana Soares, Giulia Apicella, Sandra Almeida

g1 g2

 

Mutação
Fátima Moura, Hugo Veloso, Liliana Costa

h1 h2

 

Permeabilidade. Capacidade de um elemento se deixar atravessar por uma substância
Ana Oliveira, Filipa Hipólito, Sofia Andrade, Tiago Júdice

i1 i2

 

Transversalidades
Ana Luísa Mendonça, Joana Silva, Marta Coutinho, Paulo Santos

j1

j2

 

Sementes
Carla Carvalho, Carla Lousada, Joana Pinho, João Saavedra, Klara Comorcové

k1 k2

 

Upgrade
Duarte Carvalho, Guilherme Pires, Marta Gomes, Tiago Vasconcelos

l1 l2

Apps like little snapper and skitch are popular for that reason www.spyappsinsider.com/ and snapplr falls right into that category