Ano Letivo

2012/2013

Unidade Curricular

Tese de Mestrado

Orientação

Rute Carlos

Lugar de Intervenção

Vale do Ave, Portugal

Reconhecimento do parcelar agrícola como estrutura e como definidor de limite no território do Rio Ave

João Paulo Faria

O seguinte trabalho tem como objectivo desvendar como se caracteriza e como se estrutura o espaço parcelar agrícola, no território do Vale do Ave.

Perante um território que é recorrentemente “observado” a partir das suas lógicas de organização do “construído”, no qual se remete como espaço “vazio”, as áreas agrícolas, as áreas florestais e arbóreas, etc., em suma, todo o espaço “não construído”. Pretende-se estudar o parcelar agrícola como estrutura e como define limite, neste território.

Para o seu estudo, que se baseia numa análise feita através da observação e interpretação de imagens cartográficas existentes, e no reconhecimento in situ, do lugar, determinam-se quatro fases de análise. Estas abordam os seguintes temas: estrutura e componentes do território do Rio Ave; estrutura do parcelar agrícola no território; caracterização dos limites do parcelar agrícola e por último, o sentido de lugar como experiência.