Ano Letivo

2012/2013

Unidade Curricular

Tese de Mestrado

Orientação

Cidália Ferreira da Silva

Lugar de Intervenção

Campo da Feira, Vila Verde, Portugal

Topografia do Ruído: O som como catalisador de projecto

João Maia

TRANSFORMAÇÃO DA NÃO-POROSIDADE FÍSICA DO CAMPO DA FEIRA DE VILA VERDE EM POROSIDADE ESPÁCIO-TEMPORAL

 

Partindo dum objecto de estudo concreto – o Campo da Feira de Vila Verde – e das inquietações suscitadas por este, o presente trabalho é uma investigação sobre uma prática de interpretar, representar e intervir no espaço criada a partir da sua dimensão sonora, indo para além dum ‘olhar’ puramente visual.

 

As características geomorfológicas e o respectivo processo de transformação através do processo de urbanização de Vila Verde, em meados dos anos 90, no qual o Campo da Feira se integra, fazem deste uma amostra significativa das problemáticas que o território contemporâneo coloca, nomeadamente no potencial do espaço público para estabelecer relações entre as escalas de proximidade e territorial. O confronto destas inquietações com uma experiência do lugar in situ, que remonta até ao período anterior à construção da amostra, permitiu-nos construir um olhar específico sobre ela, olhar este que estruturou uma interpretação activa e propositiva, culminando na construção duma metodologia específica, à qual demos o nome de topografia do ruído. Nesta metodologia interpretámos e sintetizámos a paisagem em estudo a partir da sua dimensão sonora, construindo simultaneamente um sistema de representação que traduz este olhar e que veio a tornar-se operativo para o passo seguinte – a proposta de intervenção.

 

A topografia do ruído é um projecto de investigação que atravessa a interpretação – intervenção, materializando uma metodologia de projectar enquanto investigação, na qual projectar não é apenas ‘construir’, mas antes gerar conhecimento. A proposta assentou no potencial de transformação do espaço da amostra a partir da reorganização da paisagem sonora que a ‘habita’, em continuidade com o olhar específico construído. Em suma, este trabalho contribui com uma metodologia de projecto alternativa que leva em conta a dimensão sonora do espaço e da paisagem, sendo passível de ser aplicada noutros contextos e lugares.

 

 

ARQUIVO SONORO

Registos do dia 06-04-2013

 

Registos do dia 02-03-2013

 

Registos antigos